Agência de Notícias

05/09/2019

Nova juíza-corregedora auxiliar da Justiça Militar é recebida no STM

Uma cerimônia de apresentação, por sinal bastante prestigiada, foi promovida em homenagem à nova juíza-corregedora auxiliar da Justiça Militar da União (JMU), Safira Maria de Figueiredo.

A solenidade ocorreu nesta semana, no salão nobre do Superior Tribunal Militar (STM) e contou com a presença do presidente da Corte, ministro Marcus Vinicius Oliveira dos Santos, além de ministros, juízes, integrantes do Ministério Público, jornalistas, servidores, militares, familiares e amigos da consagrada.

A magistrada, que também foi jornalista por mais de 20 anos, foi empossada como juíza-corregedora auxiliar no último dia 5 de agosto, pelo ministro-corregedor do STM José Barroso Filho.

Em seu discurso, o ministro-corregedor desejou boas-vindas e ressaltou a importância do ingresso da magistrada como nova juíza-corregedora auxiliar.

“Essa cerimônia de acolhimento é uma demonstração do nosso apreço... Somos muito afortunados em tê-la conosco”, disse.

Em sua fala, Safira Figueiredo fez questão de agradecer muito à família e amigos e, também, a todos os ministros do Superior Tribunal Militar.

Ela destacou também seu modo de ser, menos formal e com simplicidade, mas também da seriedade com que trata das questões profissionais. “Simples, direta e honesta, eu gosto de ser assim. Sou uma magistrada comprometida com a carreira. Este novo cargo será mais um desafio”.

Não estava previsto nenhum discurso do presidente do Tribunal, mas, “contagiado pela energia da cerimônia”, pediu licença para fazer uma breve oratória. Durante sua fala, o ministro-presidente fez questão de destacar e enaltecer o profissionalismo  da juíza e desejar boa sorte na nova etapa.

Perguntada dasexpectativas sobre a nova função, a juíza- corregedora contou ter ficado surpresa quando foi eleita para o cargo, mas que acredita ser uma ótima oportunidade para inovação.

“É um cargo vitalício da JMU, diferente das outras justiças. É um trabalho que se faz permanente como auxiliar do Tribunal e do ministro-corregedor. Uma função que começa na JMU com um novo formato”, disse.

Veja as fotografias do evento  

Mais nesta categoria