Ministro Marechal Conrado Jacob de Niemeyer

130 conrado niemeyer

 

       Dados Biográficos

Nascimento - 21 de abril de 1831, no Rio de Janeiro - RJ.

Formação e atividades principais - Destinado à carreira das armas, por tradição de família, assentou praça no 1º Regimento de Cavalaria Ligeira. Depois de cursar a Escola Militar, foi reconhecido Cadete. A 30 de abril de 1835 foi nomeado Alferes-Aluno para a Arma de Artilharia. Formou-se em Matemática e Engenharia Civil e Militar.

Participou ativamente na guerra do Paraguai tendo tomado parte em diversas batalhas. Foi promovido a Major, por merecimento, a 18 de maio de 1870.

Ao ser promovido a Tenente-Coronel em 1873, foi nomeado chefe de uma comissão de engenharia militar na província do Rio Grande do Sul.

Foi Diretor-Geral do Serviço de Extinção de Incêndios no Rio de Janeiro; Engenheiro da Fiscalização das Obras Militares do Quartel-General, e por decreto de 05 de janeiro de 1884, foi nomeado Comandante das Armas da província do Amazonas e daí para Mato Grosso. Em janeiro de 1887, volta ao Amazonas, acumulando os cargos de Comandante das Armas e Presidente da província, onde se revelou como um administrador probo, digno e de grande visão. Exonerado a pedido das funções que exercia no Amazonas, foi incumbido da inspeção do Regimento Policial da Capital do Império.

A 25 de abril de 1888 foi promovido a Brigadeiro. A 10 de março de 1889 foi nomeado para o posto de Quartel-Mestre-General e a 02 de novembro desse mesmo ano foi nomeado Diretor da Escola de Guerra.

A 03 de maio de 1892 foi promovido a General de Divisão. A 22 de julho de 1893 foi elevado ao posto de Marechal Graduado e a 05 de abril de 1895 foi confirmado no posto de Marechal, foi reformado em 13 de outubro de 1898.

Condecorações - Foi condecorado com a Ordem de Aviz por decreto de 09 de janeiro de 1868. A 25 de outubro de 1888 recebeu o grau de Comendador da Ordem de São Bento de Aviz.

Atividades no STM - A 07 de abril de 1892 foi nomeado Conselheiro de Guerra e a 22 de julho de 1893 foi nomeado Ministro do Supremo Tribunal Militar, em conformidade com o decreto nº 149, de 18 de julho de 1893.

Falecimento - Em 14 de fevereiro de 1905, no Rio de Janeiro, sendo sepultado no cemitério de São João Batista.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

PALHA, Américo. Soldados e Marinheiros do Brasil. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército, 1962. p. 207-11.

LAGO, Laurênio. Conselheiros de Guerra, Vogais e Ministros do Conselho Supremo Militar - Ministros do Supremo Tribunal Militar: dados biográficos 1808-1943. Rio de Janeiro: Imprensa Militar, 1944. p. 29.

SUPERIOR TRIBUNAL MILITAR. Diretoria de Documentação e Divulgação (Org.). Coletânea de Informações: Conrado Jacob de Niemeyer. Brasília: DIDOC, Museu, 2007.

 

Mais nesta categoria